Provavelmente, você já ouviu falar bastante na famosa taxa Selic. Muitas pessoas não sabem exatamente o que ela é, e como pode impactar diretamente no bolso da população. 

É muito importante entender a economia do país, até para ajudar nas suas próprias finanças, já que organização de gastos pessoais e investimentos é essencial para estabilidade financeira.

Por isso, reunimos todas as informações sobre a taxa Selic — o que é, como ela é calculada e o que exatamente ela afeta. Confira!

O que é Taxa Selic

A sigla Selic significa Sistema Especial de Liquidação e Custódia, um programa usado por bancos, empresas financeiras e o Banco Central para compra de títulos do Tesouro Nacional. 

A Taxa Selic é a taxa básica de juros da economia. Ela é a fundação de todas as outras taxas de juros do país. Quando a taxa Selic cai, as taxas para todos os empréstimos e serviços financeiros ficam melhores e a oferta de crédito cresce no mercado. Mas, quando a taxa Selic aumenta,  as taxas de todas as modalidades de crédito aumentam também.

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) define a cada 45 dias o que acontecerá com as taxas, se aumentam, diminuem ou continuam estáveis. 

E assim, essa taxa se replica em empréstimos, investimentos e outras transações que você pode fazer.

Como funciona a Selic

Para entender como decidem a porcentagem da Selic, você precisa saber como funciona o sistema. Todos os bancos têm uma obrigação legal de depositar uma parte do dinheiro que eles têm em um tipo de conta do Banco Central. 

Mas, a quantidade de dinheiro que um banco tem varia diariamente, já que muitas pessoas usam os serviços. 

Então, os bancos que não têm dinheiro suficiente no dia, pegam empréstimos de curto prazo uns com os outros. A taxa Selic varia conforme a taxa de juros dessas operações. Essa é a Selic Over, que impacta diretamente os bancos. 

A taxa Selic Meta é a que você conhece, definida pelo Copom. De acordo com a compra de títulos do Governo pelos bancos e empréstimos entre eles e o próprio Governo. 

Aplicação da taxa Selic em empréstimos

A taxa Selic é tida como base dos bancos e instituições financeiras quando o assunto é empréstimo. Ou seja, quando você faz um empréstimo de qualquer valor com o banco, a taxa de juros é calculada em cima da porcentagem da Selic.

Então, quanto mais baixa a taxa Selic estiver, melhor para esse tipo de transação. Porém, nesse caso, quanto menor a Selic, o consumo aumenta e a inflação  também

Taxa Selic e a inflação

 A taxa Selic tem papel fundamental no controle da inflação, que pode aumentar ou diminuir muito. É o que acontece nos momentos de crise.

Quando a Selic reduz, o cenário para consumo da população é mais favorável por causa dos juros mais baixos. Ou seja: as pessoas compram mais. 

Com mais compras, a demanda pode superar a oferta do mercado, então para equilibrar isso é preciso aumentar o preço dos produtos, ocasionando a alta da inflação.

É aí que entra a Selic: para conter a inflação o Copom aumenta a porcentagem para  desestimular o consumo, diminuir a circulação de dinheiro no país e limitar a inflação. 

Taxa Selic nos dias atuais

Viu como é importante saber da taxa Selic e o que ela pode afetar no seu dia a dia?

Até novembro de 2021, a taxa estava em 7,75%. Essa porcentagem subiu de 6,25% para 7,75%. Depois da reunião do Copom, que aconteceu nos dias 7 e 8 de dezembro, a taxa SELIC subiu para 9,25%, foi a sexta alta consecutiva da taxa, que aparentemente continuará a subir.

Previsão da Taxa Selic em 2022

Fechamos o ano de 2021 com a taxa Selic em 9,25%. Já para 2022, é esperado que a taxa alcance mais de 10%. Contudo, para saber qual será a taxa Selic em 2022 é necessário saber outros fatores como a inflação e a economia brasileira. Ou seja, só saberemos melhor os juros em 2022 quando esses dados forem divulgados.

Onde investir com a alta da taxa Selic em 2022

Como vimos, a taxa Selic pode aumentar ou diminuir ao longo do ano. Porém, a previsão é que em 2022  ela se mantenha alta.

Por isso, é importante saber onde investir em 2022 e definir suas estratégias para o próximo ano.

Renda Fixa e a Selic em 2022

A renda fixa deve ser uma aposta para 2022, com os juros altos. Será possível, então, encontrar investimentos de renda fixa com rendimentos elevados. Contamos aqui um pouco mais sobre investimentos que podem te ajudar a começar o ano com pé direito.