Ninguém gosta de sofrer prejuízos, especialmente quando esse tipo de coisa acontece através de um golpe que poderia ser evitado. 

O uso de boletos ainda é um dos meios para pagamentos mais utilizados no Brasil e, por isso, muitas quadrilhas especializadas utilizam desse meio para extorquir vítimas.

Se você passou por essa situação ou quer entender como evitar que isso aconteça, confira abaixo algumas dicas que separamos para você!

O boleto foi fraudado: de quem é a responsabilidade? 

Um boleto fraudado pode chegar até você de muitas formas: através de e-mail falso se passando por uma loja ou prestadora de serviços, por meio de um SMS cobrando uma dívida ou mesmo enviado para seu WhatsApp com um perfil “fake”. 

Por isso, é essencial entender a procedência do boleto antes de realizar seu pagamento.

No entanto, caso você tenha realizado o pagamento e descoberto que caiu em um golpe, é muito importante saber de quem é a responsabilidade legal por um boleto fraudado.

De acordo com juristas especializados, o código do consumidor exige que o vendedor proporcione um ambiente de segurança e confiança para o consumo.

Isto é, que a loja ou prestadora de serviços garanta segurança na hora de realizar transações com o consumidor. No caso de um boleto fraudado, tanto o banco emissor quanto a loja podem ser responsabilizados.

Se o boleto online não foi emitido através do sistema de banco, a instituição não poderá ser responsabilizada pelo golpe, uma vez que a geração do boleto fraudado não ocorreu dentro do seu ambiente de controle. 

Neste caso, o responsável pelo ressarcimento do valor pago é a loja a qual você realizou a compra.

No entanto, quando a compra for realizada por uma loja em que o boleto fraudado foi emitido pelo banco, cabe a ele restituir o valor.

O que fazer quando paga um boleto fraudado? 

Se você percebeu que pagou um boleto fraudulento, é muito importante manter a calma e recorrer de forma legal para uma restituição. 

Tentar entrar em contato com os golpistas não é aconselhável.

Além do boleto enviado, tenha em mãos o comprovante de pagamento, que pode ser encontrado no aplicativo do seu banco, na área de transferências, ou pode ser emitido no caixa eletrônico da sua agência.

Após reunir esses documentos, abra um boletim de ocorrência em uma delegacia e entre em contato com a loja ou banco emissor do boleto. 

Como evitar fraudes de boletos? 

O primeiro passo para evitar fraudes é se atentar às comunicações oficiais das empresas e lojas que você pretende comprar ou contratar serviços. 

Nunca responda e-mails ou mensagens sem antes se certificar que se trata de uma conta oficial da empresa. Geralmente, os contatos oficiais de empresas confiáveis estão disponíveis em seus sites oficiais.

Além disso, confira sempre as informações disponíveis no boleto gerado. Caso desconheça os dados ali informados, entre em contato diretamente com o banco ou loja e verifique imediatamente.

Como identificar se um boleto está fraudado? 

Recebeu um boleto e não tem certeza da procedência dele? O primeiro passo é verificar os dados fornecidos no documento. 

Nunca pague boletos com nome, CPF ou CNPJ que não correspondam ao da loja ou empresa a qual pretende realizar a transação.

Mesmo que a loja em questão tenha um escritório que realiza suas cobranças, o boleto final sempre será destinado para a empresa a qual você pretende pagar. 

Por isso, não pague boletos para terceiros, mesmo que estes informem que falam pela loja ou empresa em questão.

Veja como é um boleto verdadeiro e um boleto falso 

Hoje, todos os boletos são registrados no Banco Central. Assim, fica muito mais difícil fraudar um boleto e as diferenças entre um boleto real e falso não existem propriamente. 

Por isso, a única forma de identificar a fraude é se atentando para as informações que constam no documento. 

Fique sempre de olho em dados como nome, CPF/CNPJ do beneficiário. Ficou na dúvida se o CNPJ é da empresa? Consulte diretamente online clicando aqui.

Atente-se ao seu comprovante de pagamento online

Uma outra forma de evitar fraudes é realizando pagamentos de boletos através do seu aplicativo do banco, o chamado Internet Banking. 

Quando você utiliza o sistema digital para pagamento, todos os dados são disponibilizados na tela, incluindo o nome do beneficiário, possíveis cobranças de juros e o CPF a qual o boleto está vinculado.

Dicas: como não cair em golpe e fraude de boletos falsos

Mesmo com tantas informações sobre fraudes e golpes, é importante continuarmos atentos e evitar mais dores de cabeça para o dia a dia. 

Confira abaixo algumas orientações básicas para evitar cair em fraudes por conta de boletos falsos:

  • Nunca baixe boletos de sites ou e-mails duvidosos. Confira sempre a procedência das informações nos sites oficiais da empresa.
  • Se você recebeu um boleto suspeito via WhatsApp, e-mail ou mesmo SMS, entre em contato com a empresa emissora através dos canais oficiais e se certifique da procedência dos dados.
  • Na hora de realizar um pagamento digital, confira os dados do beneficiário. Se não corresponder aos dados da loja ou empresa a qual você pretende pagar, não realize o pagamento e entre em contato com seu banco.