A tecnologia permite o avanço e modernização em diversas áreas. Uma delas é a internet móvel.  A novidade de agora é a implantação da rede 5G para celulares e dispositivos com conexão via chip. 

Em outros países, como nos EUA, o 5G já é utilizado plenamente e sem problemas. No Brasil, começa em 2022 a divulgação e possibilidade de uso pela população. 

Entenda o que muda entre o 5G e outros meios de internet móvel e como utilizar a novidade. 

O que é 5G?

5G significa “quinta geração”. É o que a caracteriza entre as redes móveis que, até então, estavam na “quarta geração”, o que conhecemos como 4G. 

O 5G é uma grande evolução da internet móvel, disponibilizada por meio de ondas geradas por antenas, como as do rádio. 

Basicamente, o 5G representa uma internet muito mais rápida ao abrir sites, baixar e enviar arquivos e até mesmo realizar chamadas de áudio e vídeo, que devem se tornar muito mais nítidas e sem travamentos. 

E ela não é voltada apenas para smartphones, outros dispositivos poderão aproveitar a alta conectividade, como relógios inteligentes, drones, carros e tudo que depende de conexão móvel. 

Diferenças entre 4G e 5G

A principal diferença é a velocidade: as conexões atuais, em 4G, chegam até 100 mbps, ou megabits por segundo. Cada megabit representa 1 milhão de bits.

Parece bastante? Pois bem, o 5G pode chegar a até 10 gbps, gigabits por segundo. Um gigabit significa 1 bilhão de bits!

Ou seja, a maior diferença é que o 5G é mais de 10 vezes mais rápido. Essa velocidade é muito útil para aplicações tecnológicas. 

Além disso, o 5G permite que mais aparelhos se conectem na rede simultaneamente. Nada de conexão falhando!

Benefícios do 5G

Os benefícios da rede 5G vão além da velocidade em smartphones. Várias áreas poderão avançar tecnologicamente com o uso da internet nessa geração. 

Além de deixar o acesso à internet muito mais rápido, o 5G vem para revolucionar de vez a área de Internet das Coisas (IoT – Internet of Things), com a possibilidade de mais aparelhos terem acesso à internet. 

Isso porque o 5G permite a conectividade de milhões de dispositivos ao mesmo tempo, sem qualquer alteração na velocidade da rede. Pela primeira vez, será possível conectar todos os dispositivos inteligentes à internet em simultâneo.

Veja quais são os maiores benefícios do 5G:

  • Maior latência: não precisa se preocupar com os engasgos da internet. No 5G a informação é passada quase que instantaneamente;
  • Velocidade aumentada em uploads e downloads de arquivos da internet;
  • Conectividade para aparelhos diversos, como acessórios eletrônicos e eletrodomésticos, que não respondiam ao 4G;
  • Economia de energia por serviço reduzida em 90%, em relação ao 4G;
  • Mais velocidade e fluidez com serviços hospedados na Nuvem;
  • Liberdade maior de experimentação com novas tecnologias dependentes de redes móveis. 

Para entender melhor: o 5G representa um grande avanço em ramos que utilizam a automação ou controle à distância, como os segmentos médicos (cirurgias remotas) e automotivos (carros que dirigem sozinhos, sem condutor).

Chegada do 5G no Brasil

O 5G no Brasil já é uma realidade próxima. No ano passado (2021) aconteceu o Leilão do 5G, feito pela Anatel, a Agência Nacional de Telefonia. 

No leilão foram vendidas as concessões para uso das redes e várias empresas de telefonia participaram para garantir sua permissão. 

Depois de trabalhos relacionados à infraestrutura, atualmente 12 capitais brasileiras já estão aptas a usar o 5G, são elas:

  • Aracaju (SE)
  • Boa Vista (RR)
  • Brasília (DF)
  • Curitiba (PR)
  • Fortaleza (CE)
  • Natal (RN)
  • Palmas (TO)
  • Porto Alegre (RS)
  • Rio de Janeiro (RJ)
  • São Paulo (SP)
  • Vitória (ES)

A previsão é que ainda este ano mais cidades brasileiras recebam a estrutura para conexões 5G.

A frequência 5G no Brasil tem perigo?

Recentemente surgiu a preocupação de que o 5G pudesse prejudicar a segurança dos aeroportos, influenciando no sistema de pouso.

A questão dessa preocupação é que o 5G funciona em frequências mais altas e, quanto mais alta, maior a sua velocidade. 

O que pode prejudicar os aviões é a frequência de banda determinada especificamente nos Estados Unidos, que funciona muito próxima da zona de segurança da rede de radioaltímetros, o equipamento que faz com que os aviões pousem em segurança.

Esse problema já está em avaliação pelas autoridades americanas e companhias aéreas. No Brasil e em países da Europa e Ásia, o 5G está operando em uma frequência bem abaixo da margem dos aviões, o que não oferece nenhum risco. Cada país determinou uma frequência para o funcionamento do 5G, interferindo assim na velocidade da conexão.

Mesmo com a frequência mais baixa, isso também não traz muita diferença na velocidade do 5G no Brasil. 

Quais celulares possuem 5G no Brasil?

No mercado já existem aparelhos que são compatíveis com a rede 5G. Enquanto ela ainda não está habilitada no Brasil, eles usam o 4G normalmente como fonte de conexão.

Descubra os modelos 5G e veja se seu aparelho está entre eles.

  • iPhone 12
  • iPhone 12 Mini
  • iPhone 12 Pro
  • iPhone 12 Pro Max
  • iPhone 13
  • iPhone 13 Mini
  • iPhone 13 Pro
  • iPhone 13 Pro Max
  • ROG Phone
  • ROG Phone 5
  • ROG Phone 5s
  • Zenfone 7
  • Zenfone 8
  • Zenfone 8 Flip
  • Moto G 5G
  • Moto G 5G Plus
  • Moto G100
  • Moto G200
  • Moto G50
  • Moto G71
  • Motorola Edge
  • Motorola Edge 20
  • Motorola Edge 20 Lite
  • Motorola Edge 20 Pro
  • Nokia G50
  • Realme 7 
  • Realme 8
  • Realme GT Master Edition
  • Galaxy A32
  • Galaxy A52
  • Galaxy A52s
  • Galaxy M52
  • Galaxy Note 20
  • Galaxy Note 20 Ultra
  • Galaxy S21
  • Galaxy S21 FE
  • Galaxy S21 Ultra
  • Galaxy S21+
  • Galaxy Z Flip 3
  • Galaxy Z Fold 2
  • Galaxy Z Fold 3
  • TCL 20 Pro 
  • Mi 10T DSS
  • Mi 10T Pro
  • Mi 11
  • Poco F3
  • Poco M3 Pro
  • Redmi Note 10 
  • Xiaomi 11 Lite

Vale a pena comprar um smartphone 5G agora?

Se seu aparelho não suporta a rede 5G, pode ter batido aquela vontade de adquirir um para aproveitar os benefícios em uma futura implantação. 

Saiba que, a não ser que você seja um aficionado por tecnologia, pode não valer tanto a pena trocar de aparelho ainda. 

Principalmente nessa primeira fase, onde tudo será questão de teste. Portanto, não perderá nada ao esperar que seu smartphone realmente precise de troca.